A medicina aiurvédica — também conhecida como Aiurveda — foi desenvolvida há milhares de anos na Índia. É conhecido como um dos sistemas de tratamento holístico (do corpo inteiro) mais antigos do mundo. A prática aiurvédica é baseada na abordagem de que a saúde e o bem-estar dependem de um equilíbrio delicado entre a mente, o corpo e o espírito. A abordagem baseada na ciência do CuraLife aplica tanto os princípios e conhecimentos antigos da Aiurveda como as capacidades modernas de pesquisa, qualidade e produção.

Bitter Melon

Também conhecida como Karela ou Momordica Charantia, é tradicionalmente usada como tratamento da diabetes em sistemas de medicina orientais. Os seus ingredientes ativos restauram a função fisiológica das células pancreáticas danificadas, reduzem a absorção de glicose e aumentam a sensibilidade das células musculares à insulina.

Fenugreek

Também conhecido como Trigonella Foenum Graecum, contém fibras que melhoram a produção, libertação e sensibilidade à insulina. O feno-grego também reduz a absorção de hidratos de carbono no aparelho digestivo.

Amla

Também é conhecida como groselha indiana ou Emblica Officinalis. A propriedade ativa desta planta é o tanoide. O seu mecanismo ativo ajuda a reabilitar a função fisiológica das células pancreáticas.

Swertia Chirata

Os ingredientes ativos ajudam as células pancreáticas a libertar insulina, reduzem a absorção de glicose do aparelho digestivo e melhoram o metabolismo intracelular da glicose.

Gymnema Sylvestre

Esta planta tem muitos ingredientes ativos, incluindo a saponina, conhecida por reduzir a vontade de consumir hidratos de carbono. Metabolicamente, estimula a libertação de insulina.

Açafrão

Também é conhecido como Curcuma Longa. Há centenas de anos que é usado nos sistemas de medicina orientais para tratar a diabetes. Os ingredientes ativos reduzem os níveis de glicose e melhoram a tolerância à insulina.

Syzygium Cumini

Também é conhecido como Eugenia Jambolana. O ingrediente ativo restaura a função fisiológica normal do fígado, criando um reservatório de macromoléculas de glicose, reduzindo os níveis de glicose no sangue em jejum.

Picrorhiza Kurroa

Os ingredientes ativos agem como um antioxidante e restauram a função hepática (protegendo-a contra toxinas) para aumentar a tolerância à glicose e ajudar a reduzir o peso.

Tinospora Cordifolia

Também é conhecido como guduchi. Uma mistura de alcaloides, lactonas diterpénicas, glicosídeo, fenóis, e compostos alifáticos aumenta o metabolismo de glicose a nível celular, resultando numa redução dos níveis de glicose no sangue.

Melia Azadirachta

As propriedades ativas – flavonoides, taninos e saponinas – reduzem a transformação de amido em subunidades de glicose e reduzem a absorção de hidratos de carbono no organismo.